Cirurgia Oral

Esta área abrange desde a cirurgia estética com preenchimentos gengivais e ósseos à cirurgia patológica que vai desde a remoção de dentes inclusos ao diagnóstico e cirurgia de quistos ou tumores.

O correcto diagnóstico exige uma formação específica pós-graduada do médico dentista. Existem diversas patologias desde: candidíases, papilomas, leucoplasias, eritroplasias, etc. que se não tratadas a tempo podem provocar lesões malignas.

Os meios actuais de diagnóstico que recorrem à engenharia médica e mesmo os exames histopatológicos são uma mais valia quer no diagnóstico quer no planeamento da cirurgia. Os erros cirúrgicos são minimizados e os resultados obtidos pela nossa equipa de cirurgia são excelentes.

Extrações de Dentes

Simples

Podemos fazer extrações de dentes por diversas razões como a existência de grandes cáries e não ser possível restaurar o dente. Habitualmente realizamos estas cirurgias orais com anestesia local, conforme o grau de complexidade da mesma.

Complexas

Consideram-se extrações de dente complexas sempre que para extrair um dente é necessário cortar osso ou dente, por exemplo dentes inclusos que não erupcionaram.

Os dentes podem ficar inclusos por falta de espaço no maxilar, por possuírem uma anatomia fora do normal ou por estarem mal posicionados no osso. Se não forem removidos, a constante pressão causada pela tentativa de erupção pode causar diversos problemas, como a reabsorção ou cáries nos dentes vizinhos, inflamação, dor e dentes mal posicionados.