Implantes Dentários

A implantologia é uma área da medicina dentária que tem como objectivo reabilitar a falta de um ou mais dentes através da colocação de implantes dentários. Quando temos ausentes total ou parcialmente  dentes, existe um enorme impacto na nossa qualidade de vida, afectando muito  a função e a estética, havendo  consequências graves para a saúde física e mental.

Para uma maior autoconfiança do paciente, e ao contrário das próteses removíveis, que criam  algum desconforto e falta de confiança, sobretudo a nível social, os implantes dentários apresentam muitas vantagens quer no ponto de vista estético como funcional

Os implantes têm a forma de parafuso, são produzidos em titânio, um metal biocompatível com os tecidos humanos (sem possibilidade de rejeição).  Os implantes dentários funcionam como raízes artificiais sobre as quais são colocadas coroas unitárias ou pontes fixas totais ou parciais, as quais substituem com elevado grau de perfeição a dentição natural.

Os implantes são então o “suporte” quando não existe o dente, para fixar uma coroa dentária, uma ponte (quando faltam vários dentes) ou próteses totais (quando faltam todos os dentes naturais) tendo como objectivo melhorar a saúde oral, a função de mastigar e a estética dentária.

Após a colocação do implante nos maxilares o osso que o rodeia inicia uma regeneração, crescendo em direcção ao implante e estabelecendo uma ligação com este.

OPÇÕES DE TRATAMENTOS COM IMPLANTES

Quando se perde um dente, existem várias formas para repor a estética e função, e nem todas incluem a utilização de implantes. A prótese removível e a ponte fixa sobre dentes adjacentes ao espaço desdentado, são as outras opçõés. O implante dentário neste caso é suporte apenas para uma coroa dentária. Nesta situação designamos por Implante Unitário (cada implante suporta uma única coroa dentária). Quando faltam 2 ou mais dentes, 2 ou mais implantes podem ser colocados no osso da área desdentada, e coroas individuais ou uma ponte fixa, sendo suportadas pelos implantes.

Quando não existem dentes naturais os implantes permitem várias soluções de reabilitação, todas elas melhorando significativamente a qualidade de vida dos pacientes. No tratamento mais simples com implantes, 2 ou 4 suportam uma prótese total removível, com dentes em acrílico ou em compósito. Nesta situação pretende-se estabilizar a prótese dentária num desdentado total, permitindo mais conforto e segurança quer na função da mastigação, quer na função da fonética. Para reabilitar um maxilar completo com prótese fixa em metal-acrílico, metal-cerâmico ou zircónia são necessários 4 a 8 implantes, dependendo da qualidade óssea.

Tipos de trabalhos sobre Implantes

Substituição de 1 dente
No caso da falta de 1 dente apenas é necessária a colocação de 1 implante dentário.
Dentes Implantados
Substituição de vários dentes
Substituição de todos os dentes
Implantes de Zircónia
Implantes Zigomáticos

A colocação de implantes dentários é o tratamento que mais sorrisos devolve em todo o mundo.

Deixamos uma curiosidade… Sabia que…….

A primeira tentativa de substituição dentária aconteceu por volta de 600 dC, numa mulher Maia, martelando um pedaço de concha na mandíbula. Felizmente, os implantes modernos são mais seguros e mais eficazes. A era atual da implantologia teve inicio na Suécia, na década de 60, pelo que já se colocam implantes desde essa altura.